o especialista explica: como detectar fratura radicular em tomografia de alta resolução?

A detecção de fraturas radiculares pode ser um desafio na Odontologia. Pensando nisso, compartilhamos dicas técnicas para aprimorar sua capacidade diagnóstica:

PADRÃO DE LINHAS IRREGULARES:
Artefatos estriados podem se assemelhar a linhas de fratura, mas é importante notar que esses artefatos tendem a seguir a direção do feixe de raios X, enquanto as fraturas podem apresentar trajetórias irregulares.

AVALIAÇÃO DE PERDA ÓSSEA:
A perda óssea está relacionada ao tempo decorrido desde a fratura e à resposta individual do paciente. Observe atentamente a integridade da cortical alveolar/lâmina dura, pois é comum observar rarefação ou perda óssea nas regiões adjacentes ao estímulo inflamatório causado pela fratura.

EXPLORAÇÃO MULTIDIMENSIONAL:
Ao realizar a tomografia computadorizada, explore os diferentes cortes e reconstruções disponíveis. Observe a suposta linha de fratura em diferentes orientações anatômicas para obter informações valiosas no diagnóstico diferencial e na confirmação da extensão e direção da fratura.

A identificação precisa de fraturas radiculares é fundamental para um plano de tratamento eficaz. Na Imagem Radiologia, temos o compromisso de fornecer tomógrafos de alta resolução para auxiliar você, especialista, nesse processo.

Sobre o blog

Um canal sobre qualidade e comprometimento em radiologia odontológica.

categorias

posts destaque